M-learning mobile learning

Quinn [Quinn 2000] considera que m-learning é o “e-learning por meio de equipamentos computacionais móveis: palms, dispositivos com Windows CE e até mesmo telefone celular”.

Chabra [Chabra 2002] define como m-learning “a habilidade de receber educação a qualquer tempo, em qualquer lugar e por meio de qualquer dispositivo”.

Harris [Harris 2001] acredita que m-learning é o “o ponto no qual a computação móvel e o e-learning se interceptam para produzir uma experiência de aprendizado a qualquer tempo e em qualquer lugar”.

Entre os benefícios já identificados para o m-learning estão a flexibilidade ainda maior, em termos de tempo e espaço, comparativamente ao e-learning. Experiências de aprendizado que podem ser realizadas enquanto o aluno se desloca nos transportes urbanos ou durante o breve tempo de um lanche são constantemente citadas como situações possíveis no contexto do m-learning.

Outra questão sobre o uso de equipamentos móveis no aprendizado é que o estudo sai de locais tipicamente destinados para esse fim – bibliotecas, laboratórios e o cômodo da casa onde a estante e o computador se localizam – e passa a estar em qualquer local no vasto ambiente em que vive e se move o aluno: a cozinha, o jardim, a casa do amigo, a praia ou o consultório médico [InkPen 1998]. Nesse sentido, ao invés de o aluno ir até o local onde se estuda, é o estudo que o acompanha no vai-e-vem.

Com a ampliação do alcance da rede de computadores, a comunicação entre os alunos e deles com os professores pode se dar ainda mais amiúde, já que o período em que se está “fora do ar” diminui. Assim sendo, tanto no tempo quanto no espaço, a distinção clara entre o local e a hora de aula e o local e a hora do lazer ou trabalho se desfaz. Os professores também ganham enorme flexibilidade, além de poderem acompanhar mais de perto o aluno, seja conversando com ele ou mediante monitoração das atividades já realizadas.

Outra vantagem é que alunos e professores podem fazer estudos em determinados locais e transmitir as respectivas anotações e fotos, diretamente, aos demais professores e colegas. Isso pode acontecer de maneira prevista, como numa visita a uma floresta ou a um forte militar, ou de maneira casual, quando um objeto ou situação diferente é observado ao longo de um caminho habitual. Chabra também menciona como vantagem do m-learning a facilidade de uso dos equipamentos e o custo mais baixo em relação aos desktops [Chabra 2002].

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: