campanha proteja a natureza, não compre jornal

Para que servem os jornais, toneladas e mais toneladas de papel gastos com notícias que já estão ultrapassadas? Os jornais impressos estão condenados a cair no esquecimento tanto quanto os discos de vinil, disquetes, rolos de filme, toca-fitas… São chatos de ler, sujam seus dedos, você gasta dinheiro, tem poucas imagens e infográficos, eliminam CO2 e matam milhares de árvores contribuindo para o aquecimento global que eles tanto alardeiam. E nem para reciclar ele é bom!Em um único ano, as edições de jornal impressas de uma única empresa resultaram na morte de 8.750 árvores e elimina 17.225 toneladas de CO2. Multiplique isso pelo número de jornais disponíveis no mercado e você vê o estrago. A Gazeta Mercantil ao menos replanta as árvores, mas e as outras?

Por isso, colabore, diga não a poluição, ao desmatamento, ao aquecimento global: Não compre jornal! Principalmente se ele for o Estadão.

http://mundotecno.blogsome.com/2007/08/10/campanha-nao-compre-jornal-preserve-a-natureza/

O grito de desespero do Estadão

14 08 2007 A blogosfera está comentando e eu não poderia deixar de discutir. O Estadão, que vem há anos perdendo espaço, elegeu os blogs como seu arqui-inimigo. Vejam só! Com uma campanha metida a engraçadinha, o Estadão erro o foco e a piada. É ainda mais curioso ver que esse grito de desespero vem justamente de uma empresa que se gaba de ter um portal dedicado à tecnologia. Bem, pelo jeito eles não entendem nada sobre o fenômeno de blogs.

//i187.photobucket.com/albums/x33/trankera0/estadao.jpg cannot be displayed, because it contains errors.

De fato, a mídia impressa tem a Web como um novo concorrente. A busca por conteúdo na Web vem inclusive crescendo. Conforme o instituto de pesquisa Nielsen/NetRatings, o internauta dedica hoje metade de seu tempo na rede lendo notícias e assistindo vídeos. Trata-se de um crescimento de 37%, observado nessa pesquisa de 4 anos. Claro, busca-se tanto conteúdo jornalístico quanto cômico (ninguém é de ferro, não é?). Só que a concorrência entre blogs e mídia convencional não é privilégio do Estadão. Mas, enquanto a Folha de São Paulo vêm investindo em colunistas de peso e na atualização do conteúdo gráfico, o Estado de São Paulo insiste em seu conservadorismo. Ao passo que a Folha discute o que está sendo comentado nos principais blogs do país, a campanha do Estadão compara blogueiros com macacos (sobre isso, veja uma divertida análise no blog da Gabriela). O interessante é que como blogueiros também lêem jornais, e inclusive dependem deles para atualizar suas publicações online, o Estadão critica o seu próprio público potencial. E mais, acusa os leitores de blogs de estúpidos.

Alguns comentaristas do blog Pensar Enlouquece sugerem que essa arrogante campanha é na verdade uma estratégia de buzz marketing da agência Talent. Bem, os publicitários acertaram, a blogosfera está discutindo os anúncios e o comercial de TV. Mas será que o “falem mal, mas falem de mim” aumentará o valor da marca Estadão? De minha parte, passo a ter ainda menos respeito pelo jornalão desesperadão.

Talvez o Estadão e a Talent ainda sonhem com os tempos em que os jornais eram a única fonte de informação. Mas não há como voltar ao século XIX. Hoje, além de rádios, revistas, TVs e jornais, também nos informamos na Web. Ou seja, é a partir desse conjunto de informações que construímos nossa visão de mundo. E, além de nossa discussão sobre essas notícias com nossos amigos e colegas em contextos presenciais, também temos um espaço de debates na blogosfera. Pois os temidos blogs contribuem para que notícias não sejam esquecidas ou “absorvidas” impunemente. Cada blogueiro e comentarista, ao refletir publicamente sobre algo noticiado na grande mídia, expõe-se e coloca suas perspectivas à prova. Através do conjunto de pequenos debates em cada post, o grupo dá novo significado ao que a mídia tradicional transmite.

Para ver todos os anúncios da campanha, visite o blog Brainstorm #9.

http://alexprimo.com/2007/08/14/o-grito-de-desespero-do-estadao/

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: